24 novembro 2013

26-29 de Novembro | Feira do Livro




Qual é a coisa, qual é ela?

Que volta todos os anos e, desta vez, abre a 26 e encerra a 29 deste mês de Novembro?
Que é um dos frutos do trabalho conjunto do Departamento Curricular de Línguas [DCL] e da Biblioteca Escolar - Centro de Recursos Educativos [BE-CRE]?
E que é um bom momento para descobrir obras e autores que nem sonhávamos que existiam e para adquirir um título que nos entrou pelos olhos e anda às voltas na nossa cabeça?

Qual é a coisa, qual é ela?



23 novembro 2013

23 de Novembro | Dia da Floresta Autóctone | #10



PILRITEIRO | ESPINHEIRO-ALVAR | BRANCA-ESPINHA
Crataegus monogyna, Jacq.
Fotografia | [S.d.] | Sergio CHOZAS - Projecto Flora-On >>>


É hoje!

Para comemorá-lo, que tal uma espreitadela por dois sítios web?
  •  Sociedade Portuguesa de Botânica - Projecto Flora-On >>>
  •  Jardim Botânico da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro >>>



Prémio Matilde Rosa Araújo 2013 | Parabéns, Professora Sofia!



A Menina que queria consertar corações.

Fixaste bem este título?
É o título de um conto escrito por uma professora da escola-sede do nosso Agrupamento, ela também uma Menina que conserta corações...
Ora este conto foi distinguido há poucos dias com o 1.º lugar no Concurso Lusófono da Trofa - Prémio Matilde Rosa Araújo 2013.

Muitos parabéns, Professora Sofia!

A Menina que queria consertar corações.

Estamos ansiosos por vê-la em letra de forma.


Vídeo-reportagem: «TrofaTV - A televisão da Trofa»  >>>


20 novembro 2013

23 de Novembro | Dia da Floresta Autóctone | #9

 

CARVALHO-COMUM | CARVALHO-ALVARINHO | CARVALHO-ROBLE
Quercus robur, L. [como Quercus pedunculata, Ehrh.]
Estampa | 1868 | J. E. SOWERBY - Botânica Inglesa >>>



23 de Novembro | Dia da Floresta Autóctone | #8



MEDRONHEIRO | MEDRONHEIRO-COMUM | ÊRVEDO
Arbutus unedo, L.
Estampa | 1866 | John T. Boswell SYME - Botânica Inglesa  >>>


23 de Novembro | Dia da Floresta Autóctone | #7



SABUGUEIRO | SABUGUEIRO-NEGRO | ROSA-DE-BEM-FAZER | GALACRISTA
Sambucus nigra, L.
Estampa | 1917 | Carl Axel Magnus LINDMAN - Imagens da Flora Nórdica  >>>


RBE | Modelo de avaliação das bibliotecas escolares 2014-2017




A Rede de Bibliotecas Escolares acaba de publicar o novo Modelo de avaliação da biblioteca escolar [MABE 2014-2017].


Informações e recursos disponíveis na web:
  • Informações gerais no sítio da RBE  >>>
  • Modelo de avaliação da biblioteca escolar [MABE 2014-2017]  >>>


12 novembro 2013

Blogues adentro | «FUTURO - O projecto das 100 000 árvores»




Este é o blogue que divulga na internet o projecto FUTURO.
— Ah! Então o «FUTURO», para além de ser um tempo verbal, é também um projecto?
Sim. FUTURO é a denominação de um projecto desenvolvido no âmbito do CRE.Porto [Centro Regional de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável da Área Metropolitana do Porto] que tem como finalidade recuperar e renaturalizar aproximadamente 100 hectares de floresta urbana através da plantação e do cuidado de 100 000 árvores e arbustos autóctones, isto é, nativos da região, ao longo das linhas de água, em áreas urbanas e em montes e serras.
— 100 000 árvores e arbustos? Isso é muita coisa, não é? E por que razão têm de ser autóctones?
Porque as áreas de floresta autóctone são espaços de elevada qualidade paisagística e de suporte de biodiversidade. Queres um exemplo? Sabes que há estudos científicos que comprovam que um bosque autóctone principalmente composto por carvalhos abriga, em média, entre 30 e 35 espécies de aves nidificantes? E sabes quantas espécies destas aves existem normalmente num eucaliptal? Não mais de 13, ou seja, menos de metade. Eis uma das coisas que aprendemos assim que começámos a ler uma das secções deste blogue. E como se aproxima a passos largos o 23 de Novembro, Dia da Floresta Autóctone, muito mais coisas poderás aprender nele sobre estas nossas grandes, belas e silenciosas amigas, as árvores.

FUTURO. Porque não existe futuro sem árvores. >>>




09 novembro 2013

Projecto | «Ler+Mar»



Ler+Mar | 2013-14

Breve apresentação do projecto:
O Plano Nacional de Leitura [PNL], em parceria com a Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental [EMEPC] e com a Associação Portuguesa de Treino de Vela [APORVELA], vem desafiar os agrupamentos de escolas a participarem no projecto «Ler+Mar». Assim, cada agrupamento deverá estimular a descoberta de textos de temática marítima em língua portuguesa e o trabalho colaborativo e interdisciplinar em seu torno em áreas do saber vocacionadas para o estudo do mar.

Objectivos:
O projecto «Ler+Mar» visa:
a) Promover a leitura de diversos tipos de textos em língua portuguesa.
b) Desenvolver a capacidade de pesquisa e selecção de informação de diferentes áreas do saber, disponível em suportes de vária natureza.
c) Apoiar iniciativas que promovam a leitura numa perspectiva interdisciplinar.
d) Permitir às comunidades escolares e locais o aprofundamento do conhecimento dos oceanos e dos mares e do seu imenso valor.
e) Incentivar a criatividade de alunos e professores no desenvolvimento de estratégias de promoção da leitura que envolvam as comunidades locais.
f) Ver no mar um traço de união das diferentes comunidades falantes da língua portuguesa em diferentes partes do mundo.

Destinatários:
Crianças e jovens dos Ensinos Básico e Secundário.
Comunidades em que se inserem os agrupamentos de escolas.

Prazos:
Candidatura no SIPNL - até 19 de Dezembro de 2013
Divulgação dos projectos seleccionados – até 7 de Janeiro de 2014
Desenvolvimento dos projectos selecionados - de Janeiro a Junho de 2014
Divulgação dos trabalhos desenvolvidos no âmbito dos projectos – até ao final de 2014


Informações e recursos disponíveis na web:

Plano Nacional de Leitura [PNL]
  • Apresentação do projecto «Ler+Mar»  >>>
  • Regulamento  >>>

Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental [EMEPC]
  • Apresentação do projecto «Ler+Mar»  >>>
  • Apresentação do Kit do Mar  >>>

Associação Portuguesa de Treino de Vela [APORVELA]
  • Apresentação do projecto «Ler+Mar»  >>>



06 novembro 2013

Aniversário | Sophia de Mello Breyner Andresen | 6 de Novembro de 1919




Há noventa e cinco anos nascia no Porto uma menina de nome Sophia.
Era filha de Maria Amélia de Mello Breyner e de João Henrique Andresen e bisneta de Jan Henrik Andresen, um dinamarquês nascido em 1826 que queria ser capitão de um navio e que, ainda jovem, chegou ao Porto num veleiro que entrou pelo Douro de águas esverdeadas.
De Sophia conheces certamente uma parte, por pequena que seja, da obra que escreveu: vários dos seus poemas habitam este blogue e a maior parte dos seus contos mora nas nossas bibliotecas.
Temos a certeza de que alguns dos títulos das suas obras te são familiares: A Menina do Mar? A Fada Oriana? O Cavaleiro da Dinamarca? Saga? A Noite de Natal? A Árvore?...

Para celebrar esta data, deixamos-te um documentário que um cineasta português, João César Monteiro, fez sobre a escritora no ano de 1969. Nele poderás vê-la e ouvi-la, por exemplo, ler em voz alta o final de A Menina do Mar a Xavier, um dos seus filhos [começa aos dois minutos e acaba aos quatro minutos e quinze segundos].

Feliz aniversário, Sophia!


05 novembro 2013

Blogues adentro | «letra pequena»




Letra pequena é um blogue (quase sempre) sobre livros para crianças e jovens. De Rita Pimenta.
As ilustrações do cabeçalho e dos separadores são de Vítor Gaspar.



04 novembro 2013

Concurso | «Liberdade de expressão e redes sociais»





A SIC Esperança, em parceria com a Rede de Bibliotecas Escolares, lança o projeto Liberdade de expressão e redes sociais destinado a promover, entre os mais jovens, a reflexão sobre o caráter essencial da liberdade de expressão nas sociedades democráticas e o importante contributo das redes digitais do século XXI no alargamento do acesso à informação e à comunicação interativa. Pretende, igualmente, identificar e prevenir riscos e abusos ligados ao seu uso.
Poderão concorrer os alunos do 3.º ciclo do ensino básico [idade igual ou superior a 13 anos] e do ensino secundário, através da apresentação de trabalhos de grupo com conteúdos originais e em formato de texto, vídeo, podcast, banda desenhada, fotografia ou desenho [ver Regulamento].  É obrigatório que cada grupo tenha um professor orientador, que poderá ser o professor-bibliotecário. A mesma escola pode apresentar vários trabalhos a concurso, até ao dia 22 de novembro de 2013.
Os vencedores do 1.º prémio terão a oportunidade de participar na elaboração de um Jornal da Noite da SIC e, ainda, de verem o seu trabalho divulgado nos meios de comunicação do grupo Impresa. As escolas / bibliotecas dos alunos premiados [1.º, 2.º e 3.º prémios] receberão as publicações do grupo Impresa indicadas no Regulamento.
No sítio da SIC Esperança, está disponível o documentário sobre a censura em Portugal, Lápis Azul, de Rafael Antunes, para servir de suporte e ponto de partida do concurso.
Qualquer esclarecimento pode ser solicitado a sicesperanca@sic.pt.



02 novembro 2013

11 de Novembro | Dia de São Martinho | #1






Simone MARTINI [ca. 1280-1344] | SÃO MARTINHO DIVIDINDO A SUA CAPA COM O MENDIGO | 1312-17 | Fresco, 265 x 230 cm | Capela de São Martinho, Igreja Baixa de São Francisco, Assis, Itália | >>>



Pequena biografia de São Martinho:

São Martinho nasceu cerca de 317 na Panónia, região do Império Romano hoje correspondente à Hungria. Muito jovem ainda, torna-se soldado do exército romano, primeiro em Itália e, mais tarde, na Gália [actual França]. É precisamente neste país que terá lugar o episódio mais famoso da sua vida, o da Caridade.
Martinho faz parte da guarnição da cidade de Amiens. Numa manhã de Inverno do ano de 337, enquanto percorre a cavalo as muralhas da cidade, encontra, junto a uma das portas, um mendigo vestido de farrapos, a tiritar de frio. De imediato, Martinho corta a meio a capa do seu uniforme e dá ao pobre uma das metades. Nessa noite, sonhará que Jesus Cristo lhe aparece — envergando a metade da capa oferecida ao mendigo — e lhe agradece o gesto de caridade.
Alguns anos mais tarde, Martinho abandona a vida militar e converte-se à vida religiosa, permanecendo em terra gaulesa.
É ordenado sacerdote por Santo Hilário, bispo da cidade de Poitiers. Não longe desta cidade, em Ligugé, funda um mosteiro no ano de 361. Em pouco tempo, a fama de Martinho cresce — a sua vida é um notável exemplo de humildade e de dedicação à evangelização das populações.
É eleito bispo da cidade de Tours cerca de 370, cargo que ocupará ao longo de vinte e seis anos. Todavia, o desempenho do cargo episcopal nunca impedirá Martinho de continuar a levar uma vida de missionário humilde — continuará a evangelizar as populações, a destruir os templos pagãos e a fundar igrejas e mosteiros. Por esta razão, ficará conhecido como o «Apóstolo das Gálias».
Martinho morre por volta do ano de 397. A partir desta data, o seu túmulo passa a ser visitado por um imenso número de crentes que lhe vêm prestar devoção, o que faz com que a cidade de Tours se torne num importante centro de peregrinação.
A terminar, uma curiosidade: junto do túmulo de São Martinho passou a guardar-se a mais preciosa das suas relíquias — a sua parte da capa que havia partilhado com o mendigo de Amiens. Ora, como a relíquia em questão era uma capa, o local onde ela estava depositada passou a designar-se «capela»… Óbvio, não é?



Fontes consultadas:

  • DUCHET-SUCHAUX, Gaston e PASTOUREAU, Michel ― La Bible et les Saints: guide iconographique. Paris: Flammarion, 1990. ISBN 2-08-011598-7
  • Catholic online  >>>
  • Web Gallery of Art  >>>

23 de Novembro | Dia da Floresta Autóctone | #2 | Concurso | «Retratos de uma Floresta»



Nuvem de palavras criada em http://www.tagxedo.com/


Há poucos dias dissemos-te que ficasses atento à mensagem que se havia de seguir sobre o Dia da Floresta Autóctone, pois nela te daríamos informações sobre o concurso «Retratos de uma Floresta», organizado pelo Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal de Vila do Conde.
Pois aqui está ela, a tal mensagem!



Objectivos do concurso:
O concurso «Retratos de uma Floresta» tem por objectivos principais: a) celebrar a importância ecológica e económica da floresta autóctone; b) lembrar os problemas que a ameaçam; c) suscitar nas pessoas a adopção de comportamentos que a protejam.
Assim, pretende-se que os trabalhos a concurso evoquem o valor da floresta autóctone como produtora de bens de consumo [madeira, frutos, biomassa, cogumelos, entre outros], como protectora da terra, da água, da biodiversidade e das zonas húmidas, como recicladora dos nutrientes, como sequestradora de carbono, como reguladora do clima e como geradora de emprego no sector florestal e/ou destaquem os factores naturais e as acções humanas que a põem em perigo.

Destinatários:
Crianças dos jardins-de-infância e das escolas do 1.º C. E. B. do concelho de Vila do Conde.

Condições de participação:
Cada jardim-de-infância ou escola poderá apresentar a concurso um máximo de dois trabalhos.

Forma de apresentação dos trabalhos:
Os trabalhos a concurso devem ser concebidos com materiais da floresta — sementes, frutos, folhas, madeira ou outros — numa base rígida de tamanho A1. Cada trabalho deverá ser acompanhado de uma curta memória descritiva.

Identificação dos trabalhos:
Cada trabalho a concurso deverá ser correctamente identificado, sendo obrigatório mencionar: a) o grupo ou a turma que o realizou; b) o nome do docente que orientou a sua realização; c) o estabelecimento de educação ou de ensino a que pertencem os autores.

Prazo de entrega dos trabalhos:
Os trabalhos a concurso devem ser entregues até ao dia 15 de Novembro no Centro de Pedagogia Ambiental.

Selecção do melhor trabalho concorrente:
O melhor trabalho concorrente será escolhido tendo em conta os seguintes critérios de selecção: a) adequação aos objectivos do concurso; b) originalidade; c) criatividade.

Prémio para os autores do trabalho vencedor:
Uma tarde no «Azurara Parque Aventura».

Exposição dos trabalhos:
Todos os trabalhos recebidos serão expostos no Centro de Pedagogia Ambiental.
A sessão de inauguração da exposição terá lugar na sexta-feira, 22 de Novembro — véspera do Dia da Floresta Autóctone — e incluirá: a) uma breve apresentação de cada trabalho concorrente [a cargo de um representante do grupo ou da turma que o realizou]; b) a atribuição do prémio ao trabalho escolhido como o melhor «Retrato de uma Floresta».
A exposição estará patente no Centro de Pedagogia Ambiental de 22 de Novembro a 20 de Dezembro. Para este período haverá um programa de visitas, de palestras e de atividades ligadas à floresta.
O levantamento dos trabalhos concorrentes poderá ser feito a partir do dia seguinte ao do encerramento da exposição.

Informações e esclarecimentos:
Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal de Vila do Conde
  • Telefone - 252 248 472
  • Correio electrónico - amelia.guimaraes@cm-viladoconde.pt


E agora, MÃOS À OBRA!


27 outubro 2013

Concurso | «Conta-nos uma história! - Podcast na educação» | 2013-2014





ELE ESTÁ DE VOLTA!

O Ministério da Educação e Ciência [MEC], através da Direção-Geral da Educação [DGE], do Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares [RBE] e do Plano Nacional de Leitura [PNL], em parceria com a Microsoft, lança a 5.ª edição do concurso «Conta-nos uma história! - Podcast na educação».

Esta iniciativa pretende fomentar a criação de projetos desenvolvidos pelos estabelecimentos de Educação Pré-Escolar e do 1.º Ciclo do Ensino Básico que incentivem a utilização de tecnologias de informação e comunicação [TIC], nomeadamente de tecnologias de gravação digital de áudio e vídeo.

O ato de contar histórias desempenha um papel extremamente relevante nas aprendizagens dos alunos destes níveis de educação e ensino, quer na aquisição de conhecimentos, competências e valores quer nas atividades de carácter mais lúdico.

As histórias a admitir a concurso podem ser originais ou consistir em recontos com base em fábulas, parábolas, contos, mitos ou lendas e outros textos já existentes, podendo ser humorísticas, educativas, tradicionais, etc. Em todos os casos, devem conter um narrador e diferentes personagens, sendo obrigatória a existência de diálogos.




Informações e recursos disponíveis na web:
  • Anúncio do concurso  >>>
  • Regulamento  >>>
  • Perguntas frequentes  >>>
  • Formulário de inscrição [em linha]  >>>
  • Recursos pedagógicos e técnicos de apoio ao concurso  >>>
  • Materiais de apoio ao concurso [cartaz A3 e A4]  >>>